A Torre de TV tem potencial para formar a árvore de Natal mais bonita do Brasil. Queremos contar a história dos Reis Magos na fonte luminosa, decorar a Esplanada com bolas natalinas de sete metros de altura, encenar um grandioso espetáculo no Museu da República, construir a famosa casa do Papai Noel nos arredores do centro da cidade e promover atrações artísticas locais e nacionais em todo esse complexo natalino. Essa é a visão da Federação do Comércio para o Natal em Brasília. É um projeto que nós elaboramos para ser custeado pela iniciativa privada, sem nenhum tipo de recurso público, mas que pode ser apoiado pelo governo e entregue para sociedade como um legado.

Acreditamos que resgatar a tradição do Natal em Brasília significa investir no turismo da capital federal, aquecer setores econômicos que representamos e levar opções de cultura, lazer e trabalho para a população, gerando desenvolvimento. Para nós, esse é um exemplo de parceria público-privada eficiente. Por isso, apresentamos essa proposta, na semana passada, para o governador Rodrigo Rollemberg, para a primeira-dama Márcia Rollemberg, para secretários de Estado e para integrantes do trade turístico. A Fecomércio se encarregou de elaborar um projeto consistente, capaz de reunir a adesão das principais empresas e marcas do País.

Contratamos, com recursos próprios, Rodrigo Cadorin, criador do Natal de Gramado, e Abel Gomes, cenógrafo responsável pelas Olimpíadas do Rio de Janeiro e pela árvore de Natal da Lagoa Rodrigo de Freitas para desenvolver a criação artística e conceitual do projeto. Mais do que estimular os setores de comércio e serviços, a Fecomércio espera com essa iniciativa resgatar o Natal em Brasília, fazer da capital federal uma referência nesse tipo de turismo e entregar um festival que seja de propriedade da população brasiliense, tendo vida e estrutura próprias, capaz de perdurar pelas próximas gerações.